Resenha – Filme: Gravidade

“O espaço, a fronteira final…” – assim começa a tão famosa frase, repetida em cada episódio da série Star Trek.

gravity 2013

Eu sempre me empolguei ao extremo com histórias espaciais (ou alienígenas). desde o meu favorito Star Wars, passando por animes como Cowboy Bebop e Evangelion até a série clássica científico-filosófica Star Trek. Isso sem contar inúmeros filmes/jogos/séries que eu não conheço ainda, e que muitos mais nerds do que eu poderão citar aqui. Todo esse hype espacial se ocupa das naves super cool e lasers e aliens e batalhas intergalácticas, criando obras incríveis de se assistir, mas acabam deixando de lado questões mais profundas, e até mesmo mais simples. Vamos nos livrar um pouco do romantismo espacial e ser um pouco realistas: o que nos aguarda lá em cima?

Em vez da tradicional frase super otimista de Star Trek, talvez eu devesse pegar emprestada a fala de um personagem desta mesma série, o Dr. McCoy – vulgo Bones: “O espaço é doença e perigo, envolto em escuridão e silêncio”.

Com certeza essa frase descreveria bem melhor o espaço experimentado por Ryan (interpretação incrível de Sandra Bullock) e Matt (George Clooney) nesta nova obra-prima da ficção científica: Gravidade. Continuar lendo

Anúncios

Trailer do dia: Pacific Rim (Círculo de fogo)

Quer um filme de ação FUCKING AWESOME pra ver esse ano?

Você via Power Rangers quando era criança? Ou (se for um pouco mais velho) Gundam? Curte robôs gigantes? Curte monstros gigantes? E, mais importante de tudo: você já leu Evangelion? 

Se respondeu ‘sim’ a pelo menos uma das perguntas, ASSISTA JÁ o trailer de Evangelion Americano Pacific Rim (‘Círculo de Fogo’ na versão brasileira, blergh), dirigido por Guillermo del Toro (O Labirinto do Fauno). Nem preciso dizer que estou super ansiosa, não é? Continuar lendo

Filmes 2013 – Django Unchained

O mais esperado dos esperados!

Quem me conhece sabe que eu sou muito fã do Tarantino. Então, só por ser um filme dele, Django Unchained (Django Livre, na versão brasileira) está no topo da minha lista de “preciso ver isso no cinema” em 2013.

Quentim TarantinoE o que esperar do mais esperado? Quem conhece o cara, sabe: as frases de efeito (aquelas tiradas sensacionais que você lembra pra sempre – “Say ‘what’ again, motherfucker”), bons diálogos (como o do “Like a Virgin” em Cães de Aluguel ou o da “mitologia do Super-homem” em Kill Bill), trilha sonora inusitada, cronologia invertida (isso eu não sei se ele vai usar em Django), elenco impecável, roteiro imprevisível. E, é claro, muita irreverência e uns bons litros de sangue. Continuar lendo

Resenha: Gantz – Perfect Answer

“A vida de vocês já era. O que fazer com elas a partir de agora é problema meu.”

Eu já tinha escrito antes sobre o mangá de Gantz neste post. Na época, eu já tinha assistido o primeiro filme e gostado, mas essa semana baixei o 2º live-action da série, o Gantz: Perfect Answer, o que me fez voltar completamente ao meu sentimento original de quando lia o mangá.

Gantz movie 2 Continuar lendo

Resenha: Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge (Dark Knight Rises)

Pois é, tanto tempo sem postar… Mas estou viva! E depois de ter assistido o Batman ontem, estou cheia de vontade de falar sobre o filme.
Eu tenho um problema com expectativas: elas precisam ser superadas, ou pelo menos alcançadas. Por isso eu acho até melhor ver filmes sem esperar muito deles, para que eles me surpreendam (o que aconteceu com muitos que se tornaram meus favoritos). Talvez fosse exagero querer que esse Batman superasse o anterior, mas eu realmente esperava por um fim de trilogia excepcional, o que não aconteceu – ao menos para mim. Então lá vai o mesmo aviso que dei na resenha do First Class: eu NÃO leio os quadrinhos e não sou fã em particular do Batman (não levem pro lado errado, eu gosto muito dele). Também não li nenhuma resenha ainda, nem antes de assistir (só leio depois de escrever a minha), então o que vocês lerão aqui será a minha impressão honesta e imaculada sobre o filme. Sintam-se à vontade para discordar e comentar, é claro! ^^
A partir daqui, leia por sua conta e risco, pois pode conter SPOILERS.

X-men First Class – Resenha Crítica

Primeiramente, foi um parto assistir esse filme. Depois de tentar por 3 dias em 4 cinemas diferentes, consegui um ingresso para ver no Norte Shopping ontem à noite (ótimo programa de solteiras, aliás ;]), com a minha amiga  Érika. Isso pode ter gerado grande parte da minha expectativa excessiva com o filme, e parte também da minha decepção.

Mas enfim, como diria Jack, o Estripador: vamos por partes. Já vou avisando que NÃO LI os HQ’s e não sou fã dos filmes, mas quando vi o trailer do First Class eu recuperei o feeling pra X-men que tinha vendo o desenho (o mais antigo, não o cof horrível cof Evolution). Ou seja, as opniões aqui são de uma expectadora leiga. Quero também ressaltar que eu curti o filme como entretenimento, mas o meu sentimento geral é de que ele foi apenas 50% do que poderia ser, por muitos motivos. Vou começar falando dos personagens, de como foram apresentados e mal desenvolvidos:

[ALERTA DE SPOILERS] Continuar lendo